17 agosto 2015

Aula de Ciências - Réptil


"Cobra" é uma denominação genérica, utilizada frequentemente na língua portuguesa como sinônimo para serpente. É também uma denominação comum entre europeus para designar espécies asiáticas.
A maior parte das cobras põe ovos e a maior parte destas os abandona pouco depois da ovoposição. No entanto, algumas espécies são ovovivíparas e retêm os ovos dentro dos seus corpos até se encontrarem prestes a eclodir.
Recentemente, foi confirmado que várias espécies de cobras desenvolvem os seus descendentes completamente dentro de si, nutrindo-os através de uma placenta e um saco amniótico.
Buscando despertar a curiosidade dos alunos mostrando a eles que existem espécies que são nocivas a sociedade quebrando assim o tabu de que toda cobra é venenosa, durante a aula de ciências, foram apresentadas duas cobras não peçonhentas (sem veneno e legalmente registradas no IBAMA).
Os alunos em especial do 7° ano tiveram uma aula específica, onde puderam conhecer melhor e tirar suas dúvidas em relação ao animal estudado. Foi permitido sob orientação do professor que o aluno que tivesse interesse (e coragem) pudessem tocar para sentir a textura da pele dos animais.

 A cobra estudada  é uma Corn Snake " cobra do milharal". Corn snake são classificados como animais exóticos pelo IBAMA e podem viver até 20 anos ou mais. Precisa ser manuseado sempre que possível para crescerem mansos. Um animal simples de criar, que exige pouquíssima manutenção e belos pela variação de padrões de cores e marcações que existem.









































































































































































































































































Nenhum comentário: